CENE x PALMEIRAS

O Palmeiras estréia nesta quarta-feira na 20a. edição da Copa do Brasil, contra o Cene-MS, às 21h45 [horário de Brasília], no estádio Morenão, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

Todos devem estar lembrados que ano passado fomos roubados em pleno Palestra Itália, quando o Diego defendeu um pênalti, o juiz mandou voltar e ele – diferentes de alguns outros goleiros que se adiantam até a marca da pequena área – estava com os dois pés sobre as linha no momento da cobrança. O sonho de ganhar, mais uma vez, a Copa do Brasil acabava ali.

Mas, não podemos nos esquecer que em 1998 fomos campeões desse torneio, ou seja, no dia 30 de maio deste ano, comemoramos o aniversário de dez anos da conquista da Copa do Brasil, aquela que nos levou para a libertadores em que fomos também campeões.

Nosso primeiro adversário este ano é o CENE – CENTRO ESPORTIVO NOVA ESPERANÇA, time do Mato Grosso do Sul, que tem uma história muito peculiar. O CENE tem entre seus patronos o reverendo Moon [clique aqui e leia – fonte: site do CENE].

Quanto à nossa equipe, esperemos que cumpra seu papel, atropele o CENE e avance a passos largos para o segundo título da temporada, pois à data da final da Copa do Brasil e da comemoração deste importante título, já teremos erguido a taça do Paulista.


CENE

Fundação: 13 de Dezembro de 1999.
Endereço: Rua Miranda 652 – CEP 79240-000 – Jardim/MS – Tel. (67) 2511134.
Estádio: Utiliza por hora o estádio do EC Jardinense, o Major Costa (2500), existem planos para a construção de um estádio para 35.000 pessoas.
Uniforme: Camisa azul com mangas amarelas, calção azul e meias pretas.
Títulos: Campeão Estadual 2002 e 2004 e Campeão do Seletivo para a Copa Centro-Oeste 2003 (realizado em 2002).
Internet: www.cenems.com

PALMEIRAS

Fundação: 26 de Agosto de 1914.
Endereço: Rua Turiassu, 1840, Água Branca, São Paulo-SP – CEP: 05005-000 – Telefone: PABX: (11) 3874-6500 Fax: (11) 3864-9267.
Estádio: Palestra Itália – 32.000 pessoas.
Uniforme: precisa?
Títulos: [clique aqui e veja a galeria].
Internet: www.palmeiras.com.br.
Mascote: Periquito.

PALMEIRAS NA COPA DO BRASIL

A Copa do Brasil teve início em 1989, mas o Palmeiras só estreou na competição em 1992, quando chegou até a semifinal e foi eliminado pelo Inter-RS. O Palmeiras também não disputou as edições de 2005 e 2006 pelo fato de estar na Copa Libertadores.

Foram 77 jogos nas 12 edições em que o Palmeiras disputou a Copa do Brasil: são 40 vitórias, 22 empates e 15 derrotas. A equipe marcou 169 gols e sofreu 84.

Como mandante, são 37 jogos: 23 vitórias, 9 empates e 5 derrotas. O time marcou 103 gols e sofreu 43. Já como visitante, são 40 jogos: 17 vitórias, 13 empates e 10
derrotas. A equipe marcou 66 gols e sofreu 41.

Evair e Paulo Nunes são os maiores artilheiros do Palmeiras na história da Copa do Brasil: 10 gols cada um. Evair, por sinal, marcou gol em todas as edições que disputou: 4 gols em 1992, 2 em 1993, 1 em 1994 e 3 em 1999. Em seguida, aparece o atacante Luizão, com 9 gols. Ele, por sinal, é o único atleta a ser artilheiro isolado pelo time na competição, na edição de 1996. Compõem a lista de maiores goleadores Oséas e Vágner Love, com 8 gols cada, e Viola, com 7.

A maior goleada alviverde na disputa ocorreu na 1a. Fase da edição de 1998, na vitória de 8 a 0 sobre o Sergipe, em Sergipe. Os gols foram de Luizão (4), Djalminha (2), Rivaldo e Cafu.

Grêmio e Ceará são os principais adversários da equipe na Copa do Brasil: foram 6 jogos contra cada um deles. Flamengo, Cruzeiro, Botafogo, Vitória e IV de Julho-PI aparecem na seqüência, com 4 jogos.
O Palmeiras chegou duas vezes à final da Copa do Brasil, em ambas contra o Cruzeiro. Foi vice-campeão em 1996 e campeão em 1998. No título de 1998, a equipe perdeu de 1×0 no Mineirão, e venceu de 2×0 no Morumbi, gols de Paulo Nunes e Oséas, o decisivo gol sendo marcado aos 44 minutos do 2o. tempo. Do time atual, o único remanescente é o goleiro Marcos, reserva de Velloso naquela ocasião.

Além das duas finais, o Verdão foi eliminado 3 vezes na semifinal da competição: em 1992 para o Inter-RS, em 1997 para o Flamengo, e em 1999 para o Botafogo.

O gol 100 do Palmeiras na Copa do Brasil foi marcado pelo atacante Oséas, aos 37 minutos do segundo tempo, na vitória de 2 a 0 sobre o Sport-PE, na Ilha do Retiro, em 1998.

Em 2007, o Verdão foi eliminado nas Oitavas de Final para o Ipatinga: perdeu de 2 a 0 fora de casa, e venceu de 2 a 0 no Palestra. Nos pênaltis, acabou derrotado após erro da arbitragem, que pediu para uma das penalidades do Ipatinga voltar após defesa de Diego Cavalieri.

Fonte: Assessoria de imprensa do Palmeiras.

BOM RETROSPECTO

O Palmeiras está há 12 anos sem passar pelo estado do Mato Grasso do Sul. A última vez que a equipe pisou no Morenão (local do jogo de amanhã) foi pelo Campeonato Brasileiro de 1996, no empate por 0 a 0 contra o Botafogo. Coincidentemente, o time era treinado por Wanderley Luxemburgo e tinha Marcos como titular da meta.

A equipe Alviverde defende um bom retrospecto contra times do Mato Grosso do Sul. Apesar de ainda não ter jogado contra o Cene, o Verdão já enfrentou equipes da região em 13 oportunidades, conquistando cinco vitórias, seis empates e somente duas derrotas. Desses 13 jogos, foram seis contra o Comercial-MS (quatro vitórias e dois empates), seis contra o Operário-MS (quatro empates e duas derrotas), e um amistoso contra o Combinado de Corumbá, que terminou em vitória palmeirense por 5 a 1.

Fonte: Gazeta Esportiva.

JOGADORES RELACIONADOS PARA A ESTRÉIA

Goleiros- Marcos e Diego Cavalieri
Laterais- Élder Granja, Leandro e Valmir
Zagueiros- David, Gustavo, Henrique e Maurício
Volantes- Pierre, Martinez, Léo Lima, Wendel e Makelele
Meias- Valdivia, Diego Souza,
Atacantes- Alex Mineiro, Denílson, Lenny, Jorge Preá e Klébe

Fonte: Lance

Se eliminar o CENE o Palmeiras enfrenta na próxima fase o vencedor do jogo entre Central e Remo. Como acredito que não teremos problemas contra o CENE, e também acredito que o Remo passe à próxima fase, o Palmeiras deverá fazer uma ‘pequena viagem’ até Belém, no belo e quente estado do Pará.

Mas, essa será uma outra história. Por enquanto, Forza Palestra!

_________________
Essa veio do Blog Parmerista. Uma história de arquivo X sobre o estádio onde o Palmeiras enfrentará o CENE:

O estádio se chama Morenão há muitos anos, desde os anos 70, pelo menos. Acho que foi construído pelo governo militar, ainda na época da ditadura. Já estive lá, pois boa parte da minha família é de Campo Grande e visitei aquela cidade inúmeras vezes. Meu pai mesmo nasceu em Ponta Porã, na divisa com o Paraguai. Enfim. É um estádio de tamanho médio, de posse da Universidade Federal do MS. Não sei em que condições está hoje, mas lembro que nos anos 80 o gramado era muito ruim.

Chama-se Morenão porque o sol sempre foi muito forte em MS, e tudo em Campo Grande, até uns 20 anos atrás, tinha nome de “Moreno”. O próprio bairro onde fica o estádio, na entrada da cidade para quem vem de SP, chama-se “Moreninha”.

O fato mais insólito que ocorreu neste estádio foi a aparição, vista por toda a torcida, de luzes muito fortes e estranhas, de deslocamento rápido, durante alguns minutos, numa partida noturna de campeonato brasileiro em que o Vasco da Gama estava visitando o time da casa (que não lembro se era o Operário ou o Comercial naquela oportunidade). O que sei é que na mesma noite houve inúmeros relatos de visões daquelas luzes por toda aquela região do país, do oeste do Paraná até Rondônia, passando obviamente sobre o referido estádio onde vocês irão dar o pontapé inicial em sua trajetória na Copa do Brasil 2008.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: