Chororô

Chegou a hora. É momento de dizer tudo aquilo que penso sobre a batalha do Palestra. Então, vamos por partes.

O jogo

Tenso, estudado, mas com apenas um time em campo, o Palmeiras. Desde o início apenas o Palmeiras procurou jogar o jogo da forma que deve ser feita. Aproximações, compactação, triangulações; defesa bem postada, toque e posse de bola, chutes de fora da área. É exatamente assim que nasce o primeiro gol Palmeirense, Léo Lima – aquele que era um ‘tiro n´água’ domina a bola, avança sem marcação e dispara, vinte e cinco ou trinta metros da meta Leonor – Rogério Ceni – aquele que é unanimidade, o melhor goleiro do mundo, querido da imprensa venal – toma um PERU. Estava aberto o caminho para a vitória Palestrina. O time que se propôs a jogar na retranca teve que se abrir e o contra-ataque que era a arma Leonor mudou de lado, o Palmeiras passa a jogar mais recuado e a buscar os contra-ataques. Luxemburgo, aquele que não sabe armar equipes por ser desafeto dos arautos da moralidade muda o time, bota um volante de contenção (Wendel) e dois velocistas: Wendel, Denílson e Lenny, o terceiro puxa um contra-ataque, passa para o primeiro que arranca, esse na frente do goleiro de pebolin espera a definição e toca para Valdívia, livre, decretar a classificação.

O Palmeiras

Raça, determinação, esquema (para desespero do motoqueiro), marcação da ÚNICA jogada delas (a aérea) com o Marcos jogando de líbero (com a vantagem de cortar os cruzamentos com a mão). Contra-ataques bem armados. Vitória maiúscula.

O Adversário

Para um time que pensa ser – ainda – o melhor time do mundo, depender de uma única jogada, chuveirinho na área para o Adriano, é muito pouco. Dois jogos, duzentos e cinqüenta e três cruzamentos e um único lance efetivo: gol de mão. Quero ver as estatísticas do PVC, ensinando que se marca com um beque a mais nos cruzamentos. Ele (PVC) mostra na PRANCHETA aquilo que aprendeu com os bons técnicos, o Luxemburgo – aquele que não é porque eles não querem que seja – mostrando na prática como se faz inovando. Espero que a partir de agora enxerguem que esse time Leonor é RIDÍCULO e que o Luxemburgo é o melhor técnico do Brasil.

A Torcida

Aquela que canta e vibra não deu mole; cantou e vibrou… Estive no setor Visa, pensei que lá seria diferente, não foi; incentivo do primeiro ao último minuto, todos de em pé, como deve ser; todos de parabéns.

Polícia Militar

Os únicos que bancaram a possibilidade de haver jogo em nossa casa. Trabalho exemplar, nenhuma ocorrência de maior gravidade, ao contrário do que acontece – sempre – no estádio – e nos arredores – do estádio Leonor.

Apagão

Porque será que apagaríamos as luzes bem na hora em que fizemos dois a zero? Esquizofrenia, ou mais uma desculpa Leonor? Ouvindo a CBN um comentarista disse que já no início da transmissão (deles) houve um problema de queda de energia. Será difícil admitirem que pode ter havido um problema técnico?

Gás de Pimenta

Somente diretores Leonores no vestiário. A polícia vigiando todos os pontos do estádio. Será que não foi mais uma armação, daquelas que o Bosco – o eterno reserva – fez no último jogo no Palestra. Até se provar algo somos inocentes, aliás, desconfio sobremaneira do acontecido. Toda vez que os Leonores têm que nos visitar – sempre a contragosto – é que acontecem esses incidentes. Será que é sempre contra eles? Coincidência demais.

O Juiz

Ao contrário de todos os comentaristas achei a arbitragem péssima. Sempre arrumando uma falta na intermediária Palmeirense, coincidentemente beneficiando a única jogada deles: chuveirinho.

Setor Visa

Tudo muito bom, tudo muito bem. Organização, boa comida, banheiros limpos, lugar reservado, mas será que precisa cobrar R$ 4,00 por uma cerveja sem álcool? Será que precisa pesar na mão nos preços? Não basta cobrar uma entrada à R$ 80,00? Será que ainda é preciso extorquir o torcedor nos preços dos produtos? Pensem nisso, pois daqui a pouco – pelo ‘andar da carroagem’ – o estádio será todo segmentado, desta forma o torcedor ‘comum’ – aquele que tanto clamam para voltar aos estádios -, não mais terá vez.

Eu

Apesar de ter tentado mostrar tranqüilidade aos leitores não conseguir me comportar assim. Boca seca, coração disparado, vontade de saber o resultado antes do final do jogo… Mas, valeu a pena, trinta quilos a menos sobre as costas, noite bem dormida, felicidade das filhas (que já vibram com o Palestra), um monte de ‘chupa’ para os amigos bambis. Que venha a Ponte Preta. O resto é CHORORÔ!

No mais, venceu o melhor. Qualquer desculpa (CHORORÔ) é tentar desviar o foco e arrumar uma desculpa para uma equipe infinitamente INFERIOR à nossa.

A justiça foi feita. Amanhã – ou hoje ainda na ESPN-Brasil – só se falará sobre o gás de pimenta e sobre o apagão. A superioridade do Palmeiras, nos dois jogos será esquecida. Mesmo que no primeiro jogo tenha havido uma irregularidade de fato: gol de mão. Mas, aí pode, afinal foi favorável ao time da moda, ao time do marketing, ao time querido da imprensa. Mesmo que esse querido tenha a ver com dinheiro, com propina, com jabá.

Os tempos são outros, agora há adversário. Quero ver ao início do campeonato brasileiro dizerem que “por ter melhor elenco’ o SPFW é favorito. Imaginem se fosse o Luxemburgo que tivesse trazido Carlos Alberto, Joilson e o Fábio Santos para o Palmeiras. Mas, como por lá o que prevalece é o pla-ne-ja-men-to e pro-fis-sio-na-lis-mo está tudo certo, afinal, é o time que nunca erra.

Parabéns a todos os Palmeirenses. Vencemos. Agora é gritar é campeão. Só falta um. Mas, na próxima (quarta-feira, tá errado) quinta-feira temos um jogo importante pela Copa do Brasil, estejamos todos lá.

Anúncios

2 Respostas to “Chororô”

  1. Dudek Says:

    Vou discordar sobre o juiz, achei que ele foi bem, inclusive na expulsão do excelente Martinez que me fez esquecer ontem que não jogamos com o Pierre. O camisa 11 foi impecável no combate e na saída de bola.E só uma correção ao final do seu post… o jogo é na quinta!Abraços!

  2. Anonymous Says:

    Post excelente, resumiu tudo aquilo que vi no domingo.Ah, a ESPN está fazendo isso mesmo que você previu, mas deixa eles, nós já estamos acostumados.Abraço e parabéns.Sangue Verde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: