Vergonha

Estive o dia todo fora e sem acesso a computador algum. Entretanto, lendo o Estadão tomei conhecimento da reportagem sobre o aumento dos preços dos ingressos para os jogos do Palmeiras. Fiquei o dia todo, mesmo durante a aula na faculdade, contando as horas para poder escrever este texto. Tinha um texto já pronto sobre mais uma barbaridade do jornal O Lance, mas hoje – permitam-me – temos problemas em nossa própria casa, e é nele que devemos centrar nossas atenções.

Vamos então, tentar entender a lógica que move o Sr. Eben Gualtieri. A lógica, segundo a qual, o aumento dos preços dos ingressos fará com que haja um público diferenciado nos jogos do Palmeiras. Vamos primeiro à frase, dita pelo quarto vice-presidente do Palmeiras, e que ilustra bem sua forma de compreender o mundo:

“A fase do time é boa… Além disso, é uma forma de selecionar mais o público…”

Desprezem a primeira parte, ela está aí somente para a segunda parte – aquela que interessa – não ser usada fora do contexto. Selecionar o público é o que diz o Sr. Gualtieri com todas as letras, é aquilo que – segundo ele – se busca com a majoração nos preços dos ingressos. Selecionar, por seu turno, quer dizer dentre outras coisas: “… escolher de um número ou grupo, pela aptidão, qualidade ou qualquer outro característico: Selecionar reprodutores para melhorar uma raça de bovinos…”. Centre sua atenção leitor no termo qualidade. O que quer o Senhor em questão é mudar a qualidade do torcedor que freqüenta o estádio Palestra Itália. Para ele, ao que parece, aqueles que lá freqüentam não têm qualidade para fazê-lo, por isso há a necessidade de mudar o perfil público, seja lá o que isso queira dizer, mas que nos será dito com todas as letras nos próximos parágrafos pelo repórter, seguindo a lógica do Senhor Gualtieri. Deixei a última parte, aquela que cita a raça de bovinos, para lembrá-los que, tal qual esse tipo de animal, assim fomos tratados quando procuramos ingressos para a final do Paulistão. E quem era (e ainda é) o responsável pela comercialização dos ingressos no Palmeiras? Esse mesmo cidadão.

Será já foi no intuito de ‘selecionar’ o público que na final do Paulistão, ‘estranhamente’, boa parte dos ingressos foi distribuída para apadrinhados do Senhor Gualtieri?

De todo modo, deixando de lado a indagação que paira no ar, o fato é que a frase do vice-presidente, escolhida a dedo pelo jornalista, dá ênfase à seqüência da matéria, onde o mesmo jornalista completa com a seguinte informação, talvez conseguida com o mesmo Senhor: “A intenção da diretoria é levar ao Palestra um público diferente daquele que entrou em conflito com a Polícia Militar, na luta por um ingresso para a final do Paulistão contra a Ponte Preta. O princípio é o mesmo dos clubes ingleses, que modernizaram seus estádios com ingressos mais caros, barrando os torcedores de classe baixa e elitizando o esporte…”

Mas, espera lá! Não foi a confusão com a PM fruto de uma desastrosa tática utilizada na venda dos ingressos? Não foi a escassez desse produto (no caso o ingresso) que provocou o primeiro confronto entre torcedores e policiais (no dia da venda)? Quem era o responsável pela comercialização?

Daí porque, aquela indagação de novo volta à cabeça…

Mas houve outro confronto. No dia da decisão. Mas, não foi a PM – aquela que impiedosamente massacrou os torcedores Palmeirenses na saída do estádio, na Rua Turiassu – agraciada com entradas gratuitas, distribuídas pelo Senhor Gualtieri? Ou seja, enquanto vários policiais assistiam ao jogo gratuitamente, pela benevolência do Senhor Gualtieri, outros tantos ‘baixavam o porrete’ na torcida, tudo sob as bênçãos do Senhor Gualtieri e – infelizmente tenho que dizer isso, pois até agora nada foi dito em contrário – pela diretoria do Palmeiras.

Ah! Entendi aonde o senhor Gualtieri quer chegar. O raciocínio dele, talvez comparado a de um símio, é o seguinte: “precisamos acabar com as confusões nos jogos do Palmeiras”. “As confusões são provocadas por gente sem qualidade (desqualificada)”. “Gente desqualificada é gente pobre, sem recursos” (estão acompanhando o raciocínio?). “Logo, se aumentarmos o preço dos ingressos estaremos livres dessa gente e livres das confusões”. Entenderam? Pobre, sem qualificação: esse o perfil daqueles que provocam confusão nos estádios, segundo o Senhor Gualtieri.

Lembro-me, há alguns anos, quando escrevia meu trabalho de conclusão do curso de sociologia, que me deparei com uma declaração do jornalista Juca Kfouri, onde ele dizia:

“Profundamente antipático o que eu vou dizer, sei que não vou ter a simpatia de ninguém, sei que é politicamente e absolutamente incorreto o que eu vou dizer, mas uma das soluções que eu vejo imediata é proibir, terminantemente, o futebol com portões abertos; futebol de massa nem pensar, porque é a senha para bandidos tomarem conta do estádio. Cobrar o ingresso e cobrar caro, cada vez mais caro, com cadeiras em todos os setores do estádio. Tornar o futebol um esporte para a elite, vão lá 40 mil abençoados por Deus, da alta classe média desse País…”. [Programa Cartão Verde, da rede Cultura, no dia 20.08.1985].

Em uma troca de correspondência com o jornalista ele me disse que mudou de opinião e que havia até escrito sobre essa mudança, o que nunca vi. Mas o que importa é o que já havia sido dito, e que na opinião corrente entre aqueles que se consideram elite, o problema da violência se resolve com segregação, afastando, ‘guetizando’, separando a elite da ‘arraia miúda’, afinal é essa gente que provoca e é responsável pela violência.

Esse tipo de pensamento torpe, preconceituoso, filho e herdeiro das mais rasteiras formas de fascismo, não é e não deve ser tolerado por ninguém, principalmente por gente que foi (nossos antepassados foram e nós ainda somos) segregada, humilhada, desprezada. Esse tipo de pensamento não pode ser tolerado por ninguém, muito menos por netos, bisnetos e tataranetos de italianos. Esse tipo de pensamento não pode florescer em um clube de colônia. Esse tipo de pensamento não pode florescer no Palmeiras. Esse tipo de visão de mundo não se coaduna com a maneira de pensar de homens e mulheres do século XXI.

Por isso, estou envergonhado e exijo um posicionamento da diretoria do Palmeiras. De seu presidente, dos diretores que prometeram Mudar o Palmeiras. De diretores como Beluzzo que tenho certeza não pensa dessa forma. Mas, não basta se indignar, tem que se manifestar. Afinal, qualquer silêncio neste momento pode e certamente será interpretado como anuência ao que disse e pensa o Senhor Gualtieri.

E você torcedor do Palmeiras, o que pensa disso? O que fará contra isso?

Não se omita, não deixe que o Senhor Gualtieri se utilize do caos, do qual ele é um dos responsáveis, para impor seu pensamento torpe, mesquinho, fascista….

Em tempo:

1. Selecionar significa – como já escrevi – escolher os mais qualificados. Neste caso, o Senhor Gualtieri não tem a mínima condição e qualidade para continuar a comandar o processo de venda de ingressos. Quiçá tenha qualquer outra qualificação. E aí presidente Della Monica, o que o Senhor fará?

2. Time de torcida elitizada, Senhor Gualtieri, é outro. Será que é lá que o Senhor está se mirando. Se for, é mais sério ainda do que imaginamos.

3. Outros veículos da mídia Palestrina que já se indignaram com isso:

Parmerista [Um descalabro];

3VV [Sobre os ingressos: lá vem o gestor];

OV [Vergonha];

Forza Palestra do Barneschi [Vergonha];

Cruz de Savóia [Boicote sim senhor!!!];

Blog do RÔ! [Ingressos superfaturados? R$40, R$80 e R$100 é MUITO!]; e,

Blog Palmeiras Let`s Gol!
[Elitização dos estádios: o preconceito].

Anúncios

4 Respostas to “Vergonha”

  1. Guilherme Says:

    Ademir, Simplesmente um absurdo isso, pois como bem lembrado por vc, ja fomos (ainda somos) um povo, uma torcida que sofreu (e sofre) muito com esse tipo de pensamento nazi-fascista…Já é inadmissível esse aumento nos ingressos (40 pilas por cimento duro?!), mas mais inadmissivel ainda é a explicação deste “LIXO” para o aumento.O nosso presidente precisa e deve se manifestar… se nao quer ir aos microfones, que a resposta seja dada administrativamente afastando ou banindo (melhor ainda) esse resquicio de escória que insiste em infestar nosso Palestra…E pra variar, pra imprençinha, isso é prato cheio… é incrivel mas o Palmeiras da motivo…Abraços!

  2. Coruja Says:

    Não pretendo ir mais ao campo enquanto esse senhor não for afastado de suas funções. Se o Palmeiras não tem ninguém lá dentro com vergonha na cara, eu é que não vou pagar ingresso.

  3. rafael [palmeiras let's gol!] Says:

    É isso aí. Falou muito bem Ademir.E essa foi a gota d’água. Depois de tudo que sofremos na fila dos ingressos, esse sujeito vem e distribui ingressos para conselheiros e até pra cúpula da PM, a mesma que acabou com a festa na Turiassu. Inacreditável.Já vi que você iniciou a campanha contra esse sujeito. Junto a campanha do ‘Fora Ebem Gualtieri’ já podemos incluir também iniciar também uma cobrança pela moralização das questões relativas aos ingressos.Valeu por ter citado meu blog, e pode ter certeza que o Palmeiras Let’s Gol! vai engrossar esse movimento:VAZA, EBEM GUALTIERI.

  4. Rafael Evangelista Says:

    Cara, que achado essa declaração do JK. Eu me lembro perfeitamente dessas coisas, da doutrinação para o futebol neoliberal que era o Cartão Verde. Se a data está certa (é 85 mesmo? não é 95?) eu tinha 10 anos, mas já me irritava profundamente. Quando surgiu o fax, lembro de escrever uma carta enorme junto com um amigo bugrino reclamando muito desses argumentos juquestos. Estudantes de graduação de antropologia, chamávamos JK de vergonha para a classe.Por incrível que pareça via o Trajano como um contraponto a isso, a JK e a Flávio Prado. Mas na verdade é tudo a mesma coisa: gente com uma visão de mundo tacanha espalhando sua tacanhez usando de uma emissora pública.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: