Tirando o povão da bancada Prado

Essa veio lá do Painel do Zéphir. Aqui apoiamos e assinamos embaixo também:

Ele diz que é Ponte Preta, mas torce mesmo é para o time do Jd. Leonor. Demonstra descaso pela informação isenta, usando e abusando de cinismo e sarcasmo ao inventar notícias. Cito, como exemplo, seus comentários maldosos sobre uma delegação que teria viajado à altitude feito ‘pau-de-arara’. Mas negar publicamente o time do coração, repetir mentiras tal qual mantras, reproduzir ‘ipsis literis’ as versões das autoridades policiais como expressões da realidade, são comportamentos que não destoam da média de nossa ‘mídia’, nem são tão graves quando comparados aos impropérios que o ilustre dirige aos torcedores de arquibancada. Diz que o ingresso do futebol, no Brasil, é barato demais. Como se R$ 30,00, o preço-piso para assistir a um jogo no estádio, não pesasse significativamente na renda da maioria apaixonada por futebol. Diz que quem freqüenta as arquibancadas é, certamente, irresponsável e, muito provavelmente, “marginal”. Fala com a coragem de um filhinho de papai, protegido por seguranças de condomínio, que todos os integrantes das torcidas organizadas são “bandidos”. Diz, como vários outros colegas seus, que a montagem e a manutenção de bons elencos no futebol brasileiro passam, necessariamente, pelo aumento do preço dos ingressos. Isto é, nega alternativas à elitização – porque é disso que se trata, quando se arrotam arenas, lugares numerados e áreas vips entre perdigotos de uísque com procedência duvidosa. Diz que, dos ingressos mais caros, viria um público mais ‘qualificado’, pois, preconceituoso, parte do pressuposto de que quem ganha mais é ‘mais educado’, ‘culto’ e ‘civilizado’. Subentende, convicto, que ‘geraldinos’ e ‘arquibaldos’ são mal educados, incultos e bárbaros. Diz, subliminarmente e com a simpatia efusiva ou mesmo o ‘silêncio sorridente’ de seus irmãos de classe, que o lugar do povão é fora do estádio. Ao fim e ao cabo, traveste de ‘modernidade’ algo que é muito antigo e atrasado: o futebol como esporte das elites. A forma mudou, mas a essência dos discursos reacionários propalados por nossos endinheirados homens de ben$$ é sempre a mesma: afastar os de baixo do jogo da bola do mundo.

Anúncios

3 Respostas to “Tirando o povão da bancada Prado”

  1. Alezinha Says:

    Falo e nao canso de repetir que arquibancada é coisa de quem ama o time e nao de marginais!! Faço questao de estar lá, no piso frio, molhado, seja do modo que for… Nada paga o prazer de estar no meio da galera que é realmente apaixonada pelo time!Dx que falem o que quiserem, a opiniao deles nao nos importa, afinal essa imprensa tem que ser ignorada!

  2. bambis Says:

    Ademir, aqui e o Joao da PUC.gostaria de acrescentar uma observacao em relacao ao maior hipocrita do jornalismo esportivo. Sim, ele supera Milton Neves e Juca Kfouri. O Flavio Prado repetiu de forma veemente durante seguidos anos a seguinte frase: “vc que e pai de familia, nao leve suas familias aos estadios”. Ate que um belo dia, a Nestle resolveu comprar a opiniao do jornalista e este resolveu vende-la sem o menor pudor. Sabe o q esse canalha passou a falar? – “torcedor, leve a sua familia aos estadios com a promocao Nestle”. Era uma promocao que associava o desconto do ingresso ao produto nestle. Acho que esse fato demonstra bem o carater desse jornalista de meia-tigela. um grande abraco, amigo!

  3. Ademir Castellari Says:

    Grande João, que bom vc por aqui. Pois, é. Esses caras não se emendam. Basta alguns tgrocados e eles trocam (desculpa a redundância) de lado. Um bando de vendidos. abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: