Republicando: Não vivo de vitórias, vivo o Palmeiras

Um dia publiquei isso. Resume bem o que penso sobre ser Palmeirense para mim…

Me perguntaram porque irei ao jogo hoje. Acho que isso responde a pergunta…

Me reconheço como Palmeirense desde sempre, mas foi com aproximadamente 10 anos de idade que comecei a viver a Palestrinidade em sua plenitude. Como tenho 45 anos, descontados os dez primeiros de minha vida, então, são 35 anos acompanhando diuturnamente o Palmeiras.

Considerando que nasci em 1966 tinha 10 anos exatamente no último título antes da fila: 1976. Depois disso, somente fui ver o Palmeiras ganhar algo em 1993, ou seja, dezesseis anos depois; tinha eu 27 anos de idade.

Arquibancada, apenas a partir dos 23 anos de idade, quando vim morar em São Paulo, antes uma ou duas vezes por ano, em Bauru, Araraquara ou Jaú. Depois dessa fase afortunadamente o Palmeiras passa por um ciclo virtuoso: 94 (28 anos), 96 (30 anos), 98 (32 anos), 2000 (34 anos).

Em 2002 o desastre e a volta em 2003, em 2008 o último título importante.

Como percebem, em quarenta e cinco anos de vida, somente vi uma fase de glórias do Palmeiras, a da década de 90, entre os meus 25 a 35 anos, digamos. São apenas 10 anos de vitórias tendo muito boa vontade.

O que quero dizer é que não vivo de vitórias, vivo o Palmeiras. Claro que gosto de ser campeão; afinal, esse é o objetivo do jogo.

Aos que me perguntam por que estarei no estádio hoje, aí está a resposta…

Torço para um time, uma camisa, não apenas por vitórias, por times vitoriosos.

Força Palestra!!!

Tags: , ,

3 Respostas to “Republicando: Não vivo de vitórias, vivo o Palmeiras”

  1. Fernando Campos Says:

    “Torço para um time, uma camisa, não apenas por vitórias, por times vitoriosos.

    Força Palestra!!!”

    Faço das suas as minhas palavras !

    FORZA !

  2. Fancio Says:

    Tenho 40 e passei justamente por isso. Sou palmeirense por ter aprendido a amar o Palestra com meu pai! Isso me basta! Simples assim! E é justamente isso que ensino para meu filho, que tem 15 e ainda não viu o nosso glorioso Porco ganhar um grande título mas todo orgulho do mundo de ser Palestrino! Ótimo texto Ademir. Abraços e vamos pro Brasileiro!

    Valeu. Sempre pelo Verdão!!!

  3. Alexandre Says:

    Lindo texto meu amigo. Emocionante. Sinto o mesmo por meu Colorado. Tem uma música que cantamos que se chama que fala deste sentimento. Não importa se ganhar ou se perder. Ainda vou tomar um cacete nas arquibancada dando pau nos corneteiro (turma do amendoim) que só vão lá para ver o time ganhar e na menor dificuldade defenestram o time.

    Não me arrependo deste amor
    Quando a promessa começou
    Que o vermelho e branco do inter
    Eu iria defender até morrer

    Nada vai nos separar somos a banda da popular
    E com o inter sempre vou estar para o colorado apoiar

    Inter é um sentimento que se leva peito adentro
    Não importa se ganhar ou se perder
    E os putos lá do gremio hoje choram num lamento

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: