Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Silêncio

07/11/2011

Esse espaço entra em recesso, só escreverei algo sobre a movimentação política do clube, pois sobre esse bando de VAGABUNDOS que desonram nosso sagrado manto nada mais falarei, a não ser que ou se faz uma limpa nesse elenco ou 2009 continuará a nos atormentar.

Por ora, enquanto não houver fatos políticos relevantes, meu silêncio.

Que os deuses do futebol nos protejam desses VAGABUNDOS!

Recomeço

11/11/2010

Ontem, no Pacaembu, me recordei de 1999. Não me lembro se naquele ano os jogos do Palmeiras, na conquista da Libertadores, foram debaixo de chuva; aliás, a chuva de ontem foi pouca perto do que estamos nos acostumando ultimamente, mas o clima foi aquele que nos remete a um passado não muito distante onde nos acostumamos a empurrar o time e buscar o resultado – sempre o necessário, apertado, no sufoco, na garra…

Felipão estava lá, a torcida estava lá, eu estava lá. Durante aquele ano da graça de 1999 eu ainda cursava a graduação em Ciências Sociais e havia aula nas quartas-feiras pela noite. Lembro que eu tinha uma aula de política, ministrada pelo professor Oliveiros. Logo no início do semestre ‘eu abri o jogo’ e disse a ele que nos jogos do Palmeiras em casa eu não iria à aula; nos jogos fora de casa eu sairia no intervalo para poder – mesmo que de algum bar próximo – acompanhar a luta do Palmeiras por seu primeiro título continental. E assim foi durante toda a Libertadores. Estive no Palestra em todos os jogos, menos um: a final. Como sempre uma parte daqueles que lá estão – faça chuva, frio ou caia o mundo – não conseguiu o ingresso para a final; me recusei a ser extorquido por um vagabundo qualquer que explora o torcedor. Mas fiz a minha parte durante todo o certame. Conquistamos na final, em jogo dramático, nos pênaltis – com eles errando o último – o tão sonhado título.

Depois disso parece que aquela química, aquela comunhão entre torcida, time e treinador, se rompeu em algum momento. Não que a torcida não estivesse presente, mas algo faltou. Estávamos lá, empurrávamos o time, mas sempre faltava algo. Creio que o que faltava era a certeza que mesmo que fosse na ‘bacia das almas’ o time arrancaria – isso mesmo, arrancaria – o resultado que precisávamos. Faltou durante os últimos anos o espírito vencedor, a vontade de ganhar mesmo que jogando feio; faltou o espírito que Felipão nos devolveu.

Ontem, fui ao Pacaembu ajudar o Palmeiras ‘arrancar’ mais um resultado. Não pela Libertadores, mas por um torneio que dá vaga à Libertadores. E o clima me fez lembrar novamente aquele ano de 1999. Torcida, time, treinador, todos juntos conquistaram o resultado desejado. Jogamos bem? Sim, pois para mim o que importa é o time jogar para vencer: o adversário, as adversidades, as suas limitações… Para mim, futebol é 90% transpiração, os outros 10% se dividem entre jogar bem, sorte, uma jogada individual…

Ontem, faltou apenas o velho Palestra, que perdemos por um tempo, e espero que quando ele ‘voltar’ ainda seja nosso, mas havia um clima de recomeço no ar; de enlace, de entrega, de comunhão entre time e torcida.

Forza Palestra!

_______________________

Em tempo: O professor Oliveiros me pediu um trabalho sobre um livro dele próprio, que tratava do tema desenvolvido no semestre; o fiz, tive um bom aproveitamento e fui aprovado. O recomeço do título se refere ao clima entre time, torcida e treinador, mas também ao recomeço desse blogue, que com esse pequeno artigo volta às suas atividades normais pós-eleição.

No cu dos juquinhas fashion wear

21/05/2010

.

Transmissão simultânea

Blog do Silvinho

Chuta que é Macumba

Com Fel e Limão

Cruz de Savóia

Divino, o Blog do Ademir

Expatriated in London

No cu dos juquinhas

Palestra Imortal

.

A equipe do NCDJ´s BN decidiu diversificar a busca de receitas, todos que nos visitam tomaram conhecimento da grandiosa e caríssima operação Cavalo de Tróia no Fórum, porém mal sabem a grana que tivemos que investir na parada; praticamente acabamos com o polpudo saldo conseguido através de singelos donates daqueles que financiam este anedotário cibernético e que estava sigilosamente depositado em um banco suíço.

Após minucioso estudo mercadológico, este blogue resolveu lançar uma nova marca de vestuário: NCDJ Fashion Wear, a etiqueta que vai bombar no verão londrino em 2010!

Tito Trigo – Diretor Executivo de nossa Sucursal em Londres – incentivador e grande artífice de nosso mais novo empreendimento, fez das tripas coração e conseguiu, numa tacada de mestre, que o lançamento acontecesse com garbo e elegância na meca mundial do luxo, simplesmente o endereço mais badalado de todo Reino Unido: a Harrods!

NCDJ´s BN marca presença na fachada mais badalada de Londres. Um luxo!
.

.

Uma maçiça campanha publicitária se seguiu no site da própria Harrods e nas melhores revistas de modas da Europa, agora temos a prazer de informá-los que em breve estarão disponíveis na 25 de março toda a coleção 2010 da NCDJ´s Fashion Wear com suas “T-shits No cu” personalizadas.

Print do site da Harrods, que comercializa com exclusividade nossa marca em solo Europeu.
.

.
Harper’s Bazaar: a revista que orienta a moda européia também estampou em suas páginas nossa peça publicitária de lançamento.
.

.

Este blogue – apesar de fartamente financiado – só tornou-se famoso graças a vocês,  sendo assim, aqueles que aqui nos  visitam terão uma participação nos lucros (ou prejuízos) auferidos com a venda das “T-shits No cu”, é a forma que encontramos de retribuir-lhes o carinho e a colaboração.

Aproveitem e colaborem com nossa próxima coleção primavera-verão “T-Shits No cu”, envie nos comentários sugestões para novos modelos de nossas camisetas exclusivas!

Informamos ainda que os Oficiais de Justiça que comparecerem ao Fórum Criminal no dia 27 com uma intimação assinada pelo 1nho, ganharão uma lindíssima camiseta de uma das nossas linhas: basta procurar o Vassalo Móvel que estará estacionado entre o pipoqueiro e o dogão.

Veja abaixo as diversas opções e os modelos exclusivos de lançamento de nossas linhas:

LINHA 1NHO:

.

.

LINHA PADR1NHOS:

.

LINHA PROBO:

.


NCDJ Fashion Wear & “T-Shits No cu”: Breve no camelô mais próximo de você!
.

No UC dos juquinhas – teleguiado e certeiro!

30/04/2010

Com a precisão cirúrgica de um míssil teleguiado e com o retorno de nossa Sucursal Londres listamos mais alguns tocos recebidos no muquf1nho e no muquifão:

Querelado Escriba seguem em sua jornada inglória de repercutir correntes desabonadoras ao PT que circulam pela rede, o engraçado é que as mazelas dos outros partidos “do bem” ele não está nem aí, Toco no Cráudio:

http://www.midiasemmedia.com.br/paulinho/?p=1431#comments

Claudio disse: O seu comentário está aguardando moderação.

24 de abril de 2010 às 13:59

Você podia colocar a fatura de R$10 milhões que o Dimenstein recebeu do governo Serra. Ou o custo do emprego-fachada que o Roberto Freire tem na prefeitura do Kassab.

No mais, os profissionais da educação merecem ganhar salários altos. Mas para você, são todos nazistas.

***

O Mirtão não dá sossego para o 1nho: imaginem vocês que ele tentou instalar um trojan nos supercomputadores do MSM! Ardiloso e sorrateiro como é, Querelado Escriba descobriu a tempo essa manobra e safou-se com garbo e galhardia. Fugiu também do questionamento do Cráudio, mais um toco nele:
http://www.midiasemmedia.com.br/paulinho/?p=1480#comments

Claudio disse: O seu comentário está aguardando moderação.

26 de abril de 2010 às 15:00

Pô, patrocínio? A Cincinato Braga já não é mais a árvore de dinheiro de outrora? E você paga essa empresa que te dá apoio? Com qual CPF?

No mais, se você não fosse um “indigente intelectual”, saberia que um código semelhante já existe no teu blog: o do Google Analytics.

***

Querelado do Blogue terminou sua especialização em psicopedagogia e analisou o perfil psicológico do garoto Neymar por uma entrevista; do alto de sua experiência de vida deu o diagnóstico psicanalítico e prescreveu o tratamento para o craque santista: livros e palestras! Toco:

http://www.midiasemmedia.com.br/paulinho/?p=1494

Carlinhos-Botucatu-SP disse: O seu comentário está aguardando moderação.

26 de abril de 2010 às 16:09

Querelado Escriba
Apesar de seus profundos conhecimentos da mente humana – que Sigmund me perdoe – é difícil querer maturidade num garoto que mal saiu do cueiro.
Saliente-se que ler livros e participar de palestras nem sempre resulta numa vida regrada, alguns que isso fazem até utilizaram-se indevidamente de dois CPF´s, o que é uma “Indigência Moral” e tanto!

Forte abraço

***
Escriba do Blogue
conseguiu via Google uns documentos printados sobre registro de um jogador do Vitória e mandou ver, o pessoal do Lance! deu a notícia também e o querelado sentiu-se usurpado por não ter sido citado como fonte, toco no Besouro Verde:
http://www.midiasemmedia.com.br/paulinho/?p=1550#comments

Besouro Verde disse: O seu comentário está aguardando moderação.

27 de abril de 2010 às 22:00

Ora, caro escriba, quando o seu mentor (KFURO) não deu crédito a foto de um profissional, ao ser cobrado pelo mesmo, seu comentário por lá foi o seguinte:

” Paulinho (blog) diz: “12/03/2010 at 5:41 PM, Juca, caro, o mediocre Raphael Falavigna que implorou crédito em um momento como esse é conhecido por escrever em um blog de “Ostras Virtuais”. Foi o mesmo que publicou o endereço do Carlos Eugênio Simon e pediu que torcedores do Palmeiras o matassem. É fotografo contratado pelo TERRA. Foi denunciado em meu blog nesta matéria http://blogdopaulinho.wordpress.com/2009/11/13/ostra-bandida/ O único “crédito que merece, em minha opinião, é o da cadeia… Fez bem em retirar esta foto… também retirei de meu blog… se soubesse que era dele não teria publicado.”

Mágoa? Dois pesos e duas medidas? Hipocrisia? Você mesmo é quem decide.

Mas, como sei que levarei mais um TOCO esta vai lá para o NO CU dos juquinhas, ok? Abraço

***
O mentor e ídolo do Querelado “linkou” o post sobre o jogador do Vitória em seu blogue, o que gerou uma avalanche de comentários desabonadores ao seu pupilo, sentado no trono da empáfia e achando-se o gostosão aceitou vários, mas depois, sem mais nem menos, apagou-os… Pobre Cradibilidade! Consegui printar meu toco, um monte de gente também e nos enviou nos comentários de outros posts, o tiro do Juquinha saiu pela culatra:

http://blogdojuca.uol.com.br/2010/04/bomba-no-vitoria/comment-page-1/#comment-90071

Carlinhos diz:

Seu comentário aguarda moderação.

28/04/2010 at 10:17 AM

Repercutivo Juca,

Certamente o tal furo foi obtido com a maior fonte do Querelado Escriba: o Google!
Francamente, nessa você superou a estréia do Valdívia no time da Vila Sônia!

Forte abraço.

***

Para encerrar divulgamos uma das “armas” do NCDJ´s BN, graças a um punhado de donates ela foi conseguida pelos nossos agentes infiltrados nos ferros velhos da antiga KGB, a intenção era de mantê-la secreta por muito tempo, mas com a invasão de nossa sucursal londrina alguns de nossos planos secretos foram entregues às hostes “do bem”, só percebemos por conta de uma frase solta numa resposta com aquele ar de superioridade que só o mestre dos mestres do jornalismo crível poderia nos proporcionar, mas o tiro saiu pela culatra de novo, vejam as respostas à resposta do Juquinha:

Flavia Noronha Telles diz:

28/04/2010 at 7:02 PM

Gente…

que coisa estranha…

um assunto como esse só gerou 22 comentarios?

onde já se viu?

Responda

Juca Kfouri diz:

28/04/2010 at 7:49 PM

Gerou bem mais. Mas os joguei fora, porque é de gente teleguiada.

João Luís diz:

29/04/2010 at 10:51 PM

Bom, se meu comentário foi jogado fora, logo eu tô no meio dessa “gente teleguiada”.

Não usei letras maiúsculas, e não ofendi ninguém. Apenas estranhei você voltar a linkar um blog de qualidade sofrível. Mas isso é sufuciente pra fazer de mim uma pessoa ou desonesta, ou imbecil, como disse o tal Paulinho no blog dele…

Sei que certamente você não se importa, mas um leitor você perdeu…

Tupã diz:

30/04/2010 at 12:15 AM

O meu também sumiu. Sou teleguiado??? Não trabalho em nenhuma TV, nem Band, nem Globo, nem Record. Apenas quando saiu o assunto já havia lido que era mentira. Só isso. Caraca.
Nem sei porque voltei aqui prá ver. Deletou tá deletado, não torço nem pro Vitória, nem pro Bahia, sou só Timão.

Rápido, lépido, cruel e certeiro ele é o terror dos juquinhas – Arte: Tito Trigo

Artilheiro

14/03/2010

Ficamos assim:  não é o Evair, nem craque, mas quando precisamos o “cara” se apresenta. Alguém faz a estatística; mas acho que Robert é “o cara” nos clássicos. É? Não è? Hoje foi. Valeu – e desculpa – Robert!

Ah! Em tempo: XUPA imprensa, Neimar e Idiotas da objetividade; um dia vocês aprendem o que é o futebol: a subjetividade. Tenho pena de vocês!

Marcha fúnebre

14/02/2010

O Palmeiras jogou ontem em ritmo de bolero – dois pra lá, dois pra cá -, mas como que se esquecendo que estamos em período do reinando de Momo, não acelerou e jogou em ritmo de carnaval. Mas, também pudera!

Pede-se reforços, pede-se dois avantes e mais um meia, mas para quê? Para quando os tivermos nosso técnico entrar sempre com três volantes e deixar os atacantes e meias no banco. Ontem ficou claro que o problema era no meio campo, e nosso técnico – aquele que é bom pra cacete! – muda o ataque. Empatamos, mas a bola insistiu em não chegar à frente.

Se é para deixar meias e avantes no banco e povoar o meio de volantes  não entraremos  nunca no ritmo de carnaval, vamos sempre dançar ao som de uma enfadonha marcha fúnebre.

Feliz 2010

31/12/2009

Um ano de vitórias e glórias a todos os amigos Palestrinos.

Especial de Natal

23/12/2009

À la Twitter: G-Zuis.

Férias

15/12/2009

Sei que estou devendo um texto avaliando o ano do Palmeiras. Sobre esse cansativo ano que só nos impingiu tristeza e desesperança, mas confesso que o cansaço – de tudo, inclusive do time desse ano – não me permite fazê-lo por ora.

Então, comunico a todos que talvez isso só ocorra no início do próximo ano. Ano que começará em casa nova e com novo nome para nosso espaço. Aguardem.

Bom final de ano, boas festas. E que 2010 seja aquilo que pensamos que seria 2009.

Um grande abraço a todos(as).

Estou de férias.

Forza Palestra!

Tristeza

11/12/2009

Em tempos de internet há encontros que se constroem sem nunca se ter cruzados caminhos. Se conhecem pessoas, seres humanos, amigos… sem nunca se ter fitados os olhos da outra pessoa. Amizades, companheirismo e gostos comuns se criam; não há a necessidade premente do encontro aqui e agora, mesmo que ele seja planejado, querido, desejado.

Hoje, um desses encontros, um desses cruzamentos de olhar, uma dessas amizades se foi. Sem nunca ter ouvido a voz, sem nunca ter cruzado um olhar, fiquei sabendo que perdi uma amiga, uma companheira de sofrimento, uma Palestrina…

Recebo, com incredulidade – através da rede de amigos, companheiros, confidentes – que perdemos para a vida (afinal, iniciamos a morte ao nascermos) a querida Flavinha Mercaldi.

Nem sei o que dizer. Somente digo que estou muito triste. Mas, como consolo – para todos nós – nos sobra que talvez ‘a morte seja o segredo desta vida’.

“Que minha cinza alimente a erva e que a erva alimente outro Homem como eu…”.

Tristeza!